Declaração de Fé




Creio, no Estudo das Escrituras, cuja intenção é ampliar o conhecimento de forma crítica sobre a experiência religiosa da antiguidade, e perceber de maneira mais sensível os valores cristãos que ajudam a construir a espiritualidade e nossa verdadeira humanidade.

Creio na reflexão teológica a luz da razão, em plena união e desenvolvimento, porém, creio que a razão tem seus limites e não pode atuar como critério maior ou juiz da revelação.

Creio na construção de uma humanidade com base nos valores do Reino de Deus; faço apologia da sacralidade da vida e seus propósitos sob orientação do Criador, para delimitação da Sua vontade nesta tão complexa existência. 

Creio na transformação das experiências religiosas mediante a inquirição da transcendência e imanência da espiritualidade em Cristo. 

Creio no aperfeiçoamento para além do dogmatismo exacerbado e radical. Creio na libertação de mentes atrofiadas pela religiosidade, rumo a espiritualidade em Cristo o mistério de Deus. 

Creio na liberdade de pensar de cada ser humano, e que o pensar está correlacionado às diversas etapas da vida, portanto, acredito no respeito que se deve a essa liberdade, mas não a aceito como critério doutrinário. Entretanto, compreendo-a sob a luz da vontade de Deus em Cristo para manifestação do significado da vida. Assim, proponho que, em diálogo contínuo se encaminha a existência humana, sob um olhar multidimensional, mas sempre abarcada pela Revelação nas Escrituras, única fonte de orientação confiável.

Creio não ser absolutamente existencialista, mas debruçar-me sob a suas bases filosóficas procurando aberturas no diálogo teológico com a vida humana.

Creio no respeito ao leigo como ovelha do rebanho de Cristo, que não deve ser tratado como produto de negociação, e nem como objeto de  manipulação das mentalidades maquiavélicas, as quais egocentricamente defendem seus interesses pessoais em nome de Deus nos púlpitos hodiernos.

Creio no pastorado segundo o coração e Deus, que promove o sentimento e o olhar para a comunidade cristã, em cujo ajuntamento se encontram chamados carinhosamente "os pequeninos", gente simples e de reflexão mais limitada nas questões e nos critérios científicos e que necessitam ser guiadas aos pastos verdejantes e as águas tranquilas.

Creio na Palavra de Deus (Bíblia Sagrada) como única fonte de revelação para a vida humana.